01 janeiro, 2011

Infinito

Acredito que quando uma coisa acaba muito mal, outra, completamente diferente, pode começar muito melhor. No entanto, é quase tudo semelhante, as novas gastam-se e acabam por se tornar um peso, tanto ou mais difícil de carregar que as antigas. Dou graças por existirem pessoas e sentimentos que se mantém nos meus sonhos a cada ano que passa e que se demonstram capazes de persistir para sempre, que se mantém na linha do infinito.